NOTÍCIAS

Sinalizar corretamente um acidente evita mais vítimas e infrações

Triângulo de segurança e luzes de alerta são aliados fundamentais nas vias e rodovias.
Publicado em
Imagem destaque do post Sinalizar corretamente um acidente evita mais vítimas e infrações, mostarndo um triangulo no chão de uma via.
O triângulo de segurança deve ser posicionado a uma distância de no mínimo 30m do local do acidente. Crédito foto: Pixabay.

Curitiba, fevereiro 2022 – Aconteceu um acidente, e o que já é ruim, pode piorar. Nessas horas, demorar para sinalizar o local de forma adequada, ou não o fazer, pode provocar outras situações de perigo, como novos acidentes ou atropelamentos.

Existem muitos objetos fabricados especialmente para a sinalização, mas, na maioria das vezes, os condutores têm apenas o triângulo de segurança à mão, já que ele é um item obrigatório. Em Belém, segundo o Detran PA, é comum ver veículos parados sinalizados com galhos de árvores e pedaços de madeiras. Apesar de não existir lei que proíba essa conduta, muitos motoristas não sabem que isto ainda pode resultar em infração, caso os galhos e madeiras não estejam devidamente acompanhados do uso do triângulo de segurança e do pisca-alerta.

De acordo com o artigo 225 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), os condutores que não utilizarem essas medidas corretamente podem ser penalizados com multa grave, além de somar 5 pontos na carteira. O Departamento de Trânsito do Pará orienta que, além das luzes de segurança, popularmente conhecidas como pisca-alerta, o triângulo de segurança deve ser posicionado a uma distância de no mínimo 30 metros do local do acidente ou de onde o veículo está parado. Outra orientação que ajuda a manter o local do acidente mais seguro é dobrar essa distância em caso de chuva, neblina ou cerração.

A regra serve também para o motorista que sofre uma pane no carro: deve acionar imediatamente o pisca-alerta e, caso haja a possibilidade, mover o veículo até o acostamento para deixar a via livre, conforme prevê o artigo 181, VII do CTB. Ao parar no acostamento é importante evitar ficar em uma curva, lombada ou locais perigosos, pois podem ser grandes fatores de risco e gerar mais vítimas.

Sinalização serve para antecipar ação de outros motoristas

É importante lembrar que a sinalização deve ser feita de maneira a propiciar visualização antecipada do acidente nos dois sentidos (ida e volta), nos casos em que a situação interferir no tráfego das duas mãos de direção. “Não adianta ver o acidente quando já não há tempo suficiente para parar ou diminuir a velocidade. No caso de vias de fluxo rápido, com veículos ou obstáculos na pista, é preciso alertar os condutores e pedestres antes que eles percebam o acidente, assim, dará tempo para reduzir a velocidade, concentrar a atenção e desviar”, orienta Luiz Gustavo Campos, diretor e especialista em trânsito da Perkons.

No Pará, o condutor também pode usar o Sistema de Declaração de Acidente de Trânsito (Sisdat), que evita registros em delegacias ou a espera por um agente para registrar a ocorrência, desde que tenham ocorrido apenas danos materiais e não haja vítimas. O aplicativo está disponível nas lojas da App Store e Play Store. O registro pode ser feito em até 30 dias após o ocorrido.

COMPARTILHAR

Veja

também

Chuva e neblina podem comprometer a segurança no trânsito

Aumento nos combustíveis pode diminuir número de veículos circulando

Crianças e adolescentes por um trânsito mais seguro

Maio Amarelo mostra como cada pessoa pode salvar vidas

Cresce o número de mulheres motoristas profissionais

Tecnologia facilitando a vida dos condutores

Sinalizar corretamente um acidente evita mais vítimas e infrações

Volta às aulas exige cuidados redobrados com o transporte escolar

Cruzamentos ainda são locais com grandes números de acidentes

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

We were founded out of the ideal for a safe road and three decades ago, our values and pioneering spirit allowed us to operate in the ITS market, meeting demands related to road safety, electronic road inspection, urban mobility, and road management.

We use cookies to provide you with a better experience, improve performance, analyze how you interact on our website and personalize content. By using this website, you agree to the use of cookies. Learn more in our Privacy Policy.