NOTÍCIAS

Cuide bem de sua moto que ela cuidará bem de você

por Luiz Roberto M. C. Cotti*

Publicado em

As motos conhecem muito bem os seus pilotos e retribuem na mesma moeda as formas com que são tratadas e pilotadas. Fazem seus pilotos sentirem na “pele” e no “bolso” o que elas sentem na “lata”. Uma moto mal cuidada tem grande chance de surpreender seu piloto com uma quebra e de envolvê-lo em um acidente. Antes de iniciar um percurso, tenha a certeza de que tanto você quanto a moto estejam em boas condições. Verifique regularmente:

• Combustível e óleo: confira os níveis e veja se não existem vazamentos.
• Rodas: devem estar em boas condições. Aros alinhados e sem amassados. Raios tensionados e sem um ou mais quebrados.
• Pneus: devem estar em bom estado, sem bolhas ou cortes, e com a pressão recomendada pelo fabricante. Pneus excessivamente gastos prejudicam a tração e a dirigibilidade. Substitua os pneus antes que a profundidade dos sulcos atinja o limite de segurança (verificar marcação TWI no ombro dos pneus).
• Freios: pastilhas e sapatas devem estar em boas condições. As folgas do manete e do pedal de freios de acordo com a recomendação do fabricante.
• Relação: lubrifique a corrente periodicamente. A folga da corrente deve ser ajustada e as marcas de referência dos ajustadores deverão ser iguais dos dois lados. Verifique se não existem pinos soltos; elos presos, danificados ou com desgaste excessivo.
• Amortecedores: certifique-se de que os garfos dos amortecedores não estejam fazendo barulho metálico. Verifique se não há vazamento de óleo.
• Embreagem e acelerador: os cabos devem estar em bom estado. Não poderão estar desfiados ou desgastados.
• Luzes e setas: certifique-se do correto funcionamento do farol, setas, lanternas; luz de freio, instrumentos e indicadoras.
• Espelhos retrovisores: limpe-os e ajuste-os antes de sair pilotando.
• Buzina: certifique-se de que está funcionando.

De que maneira a sua moto tem retribuído a forma com que é tratada e pilotada?

*Luiz Roberto M. C. Cotti
Projeto Sobrevivência no Trânsito
projeto@sobrevivencianotransito.com.br
(11) 993577310

Extraído do livro “Sobrevivência no Trânsito: uma questão de atitude” – Módulo Motocicletas – Autor: Luiz Roberto M. C. Cotti

COMPARTILHAR

Veja

também

Chuva e neblina podem comprometer a segurança no trânsito

Aumento nos combustíveis pode diminuir número de veículos circulando

Crianças e adolescentes por um trânsito mais seguro

Maio Amarelo mostra como cada pessoa pode salvar vidas

Cresce o número de mulheres motoristas profissionais

Tecnologia facilitando a vida dos condutores

Sinalizar corretamente um acidente evita mais vítimas e infrações

Volta às aulas exige cuidados redobrados com o transporte escolar

Cruzamentos ainda são locais com grandes números de acidentes

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.