NOTÍCIAS

Constitucional ou não constitucional? Eis a questão

Polêmico, artigo 305 do CTB, que criminaliza a fuga de local de acidente, gera divergências quanto à sua constitucionalidade
Publicado em

    A mãe de todas as leis brasileiras, a Carta Magna, estabelece que todo réu tem direito de preservar o silêncio e de não gerar provas contra si mesmo. O princípio constitucional, amplamente defendido não só no Brasil, é o pivô de discussões a respeito do artigo 305 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que estabelece como crime “afastar-se o condutor do veículo do local do acidente, para fugir à responsabilidade penal ou civil que lhe possa ser atribuída”. A pena pode ser de detenção de seis meses a um ano, ou multa.
    Para o desembargador Antonio da Cunha Ribas, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), o dispositivo é manifestamente inconstitucional. “O CTB é cheio de impropriedades, e essa é uma delas: primeiro, porque a Constituição determina que o cidadão tem o direito de não produzir provas contra si  mesmo e, segundo, porque não se admite, como se prevê no dispositivo, prisão para débito civil no Brasil, exceto em casos de pensão alimentar”, explica. “O único mérito deste artigo seria o de produzir o efeito de política criminal: aconselhando o cidadão a ficar no local, para atender possíveis vítimas ou prestar esclarecimentos. Até prever multa seria tolerável, para incentivar o cidadão a colaborar. O que não pode é tipificar sua retirada como crime”, complementa.


Para o desembargador Antonio da Cunha Ribas, o artigo 305 do CTB contraria princípios da Constituição

&nbsp

COMPARTILHAR

Veja

também

Chuva e neblina podem comprometer a segurança no trânsito

Aumento nos combustíveis pode diminuir número de veículos circulando

Crianças e adolescentes por um trânsito mais seguro

Maio Amarelo mostra como cada pessoa pode salvar vidas

Cresce o número de mulheres motoristas profissionais

Tecnologia facilitando a vida dos condutores

Sinalizar corretamente um acidente evita mais vítimas e infrações

Volta às aulas exige cuidados redobrados com o transporte escolar

Cruzamentos ainda são locais com grandes números de acidentes

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.