NOTÍCIAS

E você, amarelou?

por Maria Amélia Marques Franco*

Publicado em

As causas sociais, motivos de luta e de união de grupos da sociedade por um objetivo, são movimentos que concentram uma energia maravilhosa, que fazem refletir, que mobilizam, que buscam artifícios técnicos e legais para melhorar as condições de vida. Algumas causas ganharam cores e, assim, também mais atenção, mais adesão.

Como o Outubro Rosa na luta pelo câncer de mama e o Novembro Azul, na prevenção do câncer de próstata, maio recebeu o amarelo, que alerta sobre a violência no trânsito e a importância da prevenção de acidentes viários, que segundo estima a Organização Mundial de Saúde (OMS, 2009), matam no mundo aproximadamente 1,3 milhões de pessoas ao ano e causam lesões não fatais a mais 20-50 milhões de pessoas no mesmo período.

Segundo o World Cancer Researcher Fund International (Fundo Mundial de Pesquisa do Câncer, em tradução livre), em 2012 cerca de 1,7 milhões de novos casos de câncer de mama e 1 milhão de câncer de próstata foram diagnosticados no mundo.

Porém, o que está em questão não são os números, mas as vidas. O que está por trás dessas causas – em especial das já reconhecidas mobilizações pela prevenção e busca pela cura do câncer –  é a vida. E quando o Maio Amarelo pede atenção e conclama a sociedade por mais segurança no trânsito, é também a vida que se quer preservar.

E diferente de uma campanha de comunicação simplesmente, esses são exemplos de movimentos que engajam, que requerem ação, pois a mudança depende de atitude, de mobilização. Não são estáticos, mas dinâmicos. São envolventes. As causas podem aflorar um senso de colaboração único a permitir que cada um disponha de sua expertise, de sua competência em prol de um ou múltiplos propósitos.

Depende de mim, e também de você. Você amarelou?

*Maria Amélia Marques Franco
Comunicadora Social, especialista em Gestão de Trânsito e Mobilidade Urbana pela PUC-PR. É co-idealizadora do site de segurança viária Trânsito Ideal.

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
VEJA TAMBÉM

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

No verão cresce o número de acidentes envolvendo ciclistas

Fugir do local do acidente é crime, mesmo quando não há vítimas

Brasil se mobiliza com ações em homenagem às vítimas de trânsito

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.