NOTÍCIAS

Um grito pela vida no trânsito e no transporte

por Dirceu Rodrigues Alves Jr.*

Publicado em

O Movimento Chega de Acidentes, realização da parceria : Abramet, AND, ANTP e Cesvi Brasil, com apoio de muitas outras entidades, vem registrando número de acidentes no nosso país desde 18/09/2009. (www.abramet.com.br)

No dia 28/02/2011, às 14h00min já havia sido contabilizado 54. 173 vítimas fatais, 225. 801 vítimas hospitalizadas e o total de prejuízo de 48 bilhões de reais. Tudo isso num curto período de dezessete meses.
Total de vítimas por dia chega a 549, sendo 106 mortes por dia. Por esses números vemos que estamos lidando com uma epidemia negligenciada pelas autoridades do nosso país.
As causas são facilmente identificadas:
– Velocidade
– Fadiga
– Sono
– Álcool
– Drogas
– Má formação de condutores
– Negligência
– Imprudência
– Imperícia
– Manutenção precária
– Desrespeito a sinalização
– Pistas impróprias
– Falta de fiscalização e vistoria

Esses são os principais agentes desencadeadores dos nossos acidentes. Conhecendo-os como agente causal, não conseguimos atuar de maneira marcante para interrompermos definitivamente os absurdos números que o “Movimento Chega de Acidentes” nos mostra a cada instante.
As medidas necessárias são conhecidas:
-Limite de velocidade
– Fiscalização
– Sansões imediatas e severas
– Melhor formação incluindo adversidades
– Vistoria geral
– Combate veemente as infrações
– Educação continuada
– Doutrinamento
– Conscientização
– Manutenção de veículos e vias

Será que medidas governamentais imediatas e rigorosas não podem ser aplicadas para a redução do crescimento geométrico dessa verdadeira guerra no trânsito?
Será que essa atuação custará mais que o prejuízo financeiro causado hoje ou pelas vidas ceifadas que deixam de produzir ou os sequelados que além de improdutivos geram alto custo de tratamento?

Há que se ter um “GRITO DE BASTA” que venha de cima, do Ministério das Cidades, para que possamos respirar melhor e atingirmos o acidente zero.
Teremos um sonho realizado quando pudermos divulgar que estamos há um ano sem vítimas de trânsito.

 

*Dr. Dirceu Rodrigues Alves Júnior
Diretor de Comunicação e do Departamento de Medicina de Tráfego Ocupacional da ABRAMET
www.abramet.org.br
dirceurodrigues@abramet.org.br
dirceu.rodrigues5@terra.com.br

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
VEJA TAMBÉM

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

No verão cresce o número de acidentes envolvendo ciclistas

Fugir do local do acidente é crime, mesmo quando não há vítimas

Brasil se mobiliza com ações em homenagem às vítimas de trânsito

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.