NOTÍCIAS

Quando teremos sistema ABS como item de série?

Por André Garcia*

Publicado em

Recentemente em um curso de “Segurança Viária” oferecido pela Fundación Mapfre pudemos constatar como o tema está na pauta dos dirigentes políticos na Europa há mais de três décadas.

Dentre várias questões que ameniza ou evita um grave de acidente de trânsito, estudamos o “fator veículo”.

Na Europa há um rigoroso controle de qualidade para verificar desde a construção do veículo, sua mecânica e eletrônica, especialmente no que é oferecido ao consumidor em termos de segurança ativa (ABS, ESC, ESP) e segurança passiva (air bag, cinto de segurança e call center). Sim, há veículo que quando sofre acidente um call center é acionado e se ninguém responder já é emitido um sinal para os socorristas. Infelizmente esse sistema ainda não sai de fábrica em todos os veículos, todavia, o Parlamento Europeu luta para tornar item obrigatório.

Assim como tornou item obrigatório a partir de 01 de janeiro de 2016 o Anti-lock Braking System, ABS, para todas as motocicletas a partir de 125cc.

E o que isso tudo tem haver com nós brasileiros ou com o Brasil?

Tudo!

Muito se fala em segurança viária no Brasil e nada de concreto foi realizado neste que já é o 3º ano da Década Mundial de Segurança Viária determinado pela ONU que exige a redução das mortes na ordem de 50% pelos países membros.

Há um conjunto de lições a serem realizadas para diminuir a mortalidade de mais de 40 mil pessoas/ano, onde o Poder Público, hoje muito ocupado com Copa do Mundo e gastos faraônicos com “Arenas”, tem a cumprir como via pública de qualidade, educação, fiscalização, punição, dentre muitas outras e a iniciativa privada, aqui me dirijo aos fabricantes a oferecer veículos de duas rodas com maior segurança ativa.

É um contrassenso falar em segurança viária com foco em motocicleta, quando temos uma quantidade enorme de motocicletas sendo vendidas ainda com freio dianteiro a tambor.

Mais do que substituir o arcaico freio a tambor por freio a disco, necessário seguir a lição dos irmãos europeus e todas as motocicletas a partir de 125cc terem freio ABS dianteiro e traseiro com item de série.

Infelizmente o Brasil é carente de dados estatísticos, todavia, não tenho dúvida que uma das grandes causas de acidentes envolvendo motocicleta, além da péssima via pública é erro na frenagem que seria suprido com o sistema ABS.

A discussão tem que ser aberta no setor de duas rodas, já que no de quatro rodas a partir de janeiro de 2014 todos os veículos devem sair com freio ABS (segurança ativa) e air-bag (segurança passiva) como item de série.

André Garcia*
é motociclista, advogado especialista em Gestão e Direito de Trânsito, colunista na imprensa especializada de duas rodas, idealizador do Projeto Motociclismo com Segurança que busca aculturar a sociedade em segurança viária por meio de palestras e aulas de pilotagem, laureado com o Prêmio ABRACICLO de Jornalismo em 2008 com matéria de segurança viária.

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
VEJA TAMBÉM

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

No verão cresce o número de acidentes envolvendo ciclistas

Fugir do local do acidente é crime, mesmo quando não há vítimas

Brasil se mobiliza com ações em homenagem às vítimas de trânsito

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.