NOTÍCIAS

Primeira lombada eletrônica completa 23 anos

Equipamento criado pela Perkons, empresa paranaense, teve a primeira unidade instalada em Curitiba

Publicado em
1o1grxxmuqp18i3z5bit

Há 23 anos, em 20 de agosto, começou a funcionar a primeira lombada eletrônica do Brasil. O dispositivo, desenvolvido pela Perkons, trouxe um novo conceito para medidor de velocidade: o de comunicação com o usuário, o equipamento mostra imediatamente ao motorista se ele está dentro dos limites de velocidade. A primeira lombada eletrônica foi instalada em Curitiba, no bairro Xaxim – na Avenida Francisco Derosso, uma das vias mais movimentadas do bairro – e continua operando ainda hoje. Curiosamente, a criação do equipamento aconteceu depois que seus inventores quase se envolveram em um acidente por causa de uma lombada física e procuraram uma forma de reduzir de velocidade sem gerar riscos para o condutor, além de diminuir o consumo de combustível e o desgaste do veículo.

Crédito: Perkons
A Lombada Eletrônica da Perkons está entre as inovações destacadas no livro 101 Inovações Brasileiras.

Desde o início, o equipamento é utilizado para garantir que os veículos trafeguem dentro do limite de velocidade regulamentado para o trecho da via onde está instalado. E, ao longo desses anos, adotou novos recursos para melhoria da qualidade da imagem e precisão.

– Opera com sensor intrusivo (laços magnéticos na pista) ou não (laser ou doppler).

– O display hoje conta com iluminação de LED.

– A câmera capta imagens de alta resolução e coloridas.

– O dispositivo possui vários modelos e o design foi alterado para melhorar a visibilidade.

– Houve também a integração de outras funcionalidades.

As lombadas podem capturar vários tipos de infração como ultrapassagem em local proibido, transitar com veículo em situação irregular e em horário e local não permitido (rodízio e restrição de caminhões) e contramão de direção.

De acordo com levantamento realizado pela Perkons, um ano após a instalação de lombadas eletrônicas, o número de infrações registradas pelos equipamentos diminui em média 70%. Esse comportamento se repete em todos os pontos em que o equipamento é instalado, seja uma via urbana ou rodovia. Dados captados pelos equipamentos mostram que 99,9% dos motoristas respeitam os limites de velocidade estabelecidos nos locais em que estão instalados.

Estudo do Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Ibmec-Rio), realizado com equipamentos instalados nas rodovias federais, comprova que a instalação de redutores eletrônicos de velocidade contribui para a diminuição do número de acidentes e mortes. Segundo o levantamento, os equipamentos evitam cerca de 3 mortes e 34 acidentes por ano.

A invenção rendeu algumas premiações para a Perkons como: Prêmio Destaque Indústria, realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP) e o VIII Prêmio Volvo de Segurança no Trânsito, promovido pela Volvo do Brasil Veículos Ltda. A Lombada Eletrônica da Perkons está entre as inovações destacadas no livro 101 Inovações Brasileiras, lançado em dezembro de 2008, pelo Monitor Group, empresa global de serviços de assessoria de gestão, em parceria com a revista Exame.

COMPARTILHAR

Veja

também

Maio Amarelo 2024: Paz no trânsito começa por você

Perkons destacará suas soluções inovadoras e impacto na segurança viária na Smart City Expo Curitiba 2024

Lei da Cadeirinha completa 16 anos

Celebrando o aniversário do Código de Trânsito Brasileiro: 26 anos de avanços e transformações

Um alerta para o risco das ultrapassagens indevidas

“Lei Seca” completou 15 anos em 2023

Cinto de segurança: mais de 70 anos ajudando a salvar vidas

Inovações em segurança no trânsito ajudam a evitar sinistros

Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito e os perigos do excesso de velocidade

Melhorar sinalização e iluminação das estradas pode salvar vidas

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.