NOTÍCIAS

Onde estão os ETs

por Gerardo Carvalho*

Publicado em

Para ser um motorista, um motociclista, um ciclista e um pedestre defensivo – que prefiro chamar seguro – é preciso antes de tudo possuir os elementos indispensáveis da “Direção Defensiva”: o Conhecimento, Atenção, Previsão, Decisão e Habilidade.
Ninguém pratica o que não conhece. Como não conhecem as Leis, fazem as próprias leis. Leis estas baseadas na “lei de levar vantagem”, não importa o dano que fazem aos outros e a si mesmos. Se alguém é cristão, cidadão brasileiro e motorista deve possuir três livros de cabeceira: a Bíblia, a Constituição Federal e o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Uma proposta: o DETRAN devia, como Órgão responsável pela educação para o trânsito, entregar a todos os candidatos, aprovados na primeira habilitação, um exemplar do CTB. O preço que cobra nas taxas com certeza dar para cobrir tal despesa.
Nos meios de transportes não terrestres – avião, navio, trem – o piloto, o comandante, o maquinista não precisam dispensar total atenção, porque há várias pessoas que os ajudam na tarefa de conduzir. No carro, não há ‘comotorista’. Dirigir carro é uma tarefa que não se divide com ninguém.
Previsão: identificação mediata ou imediatamente uma causa de acidente. Surgem várias alternativas entre as quais se deve escolher a que de fato é capaz de evitar o acidente. Tem que tomar uma Decisão. Porém, para que esta decisão atinja o objetivo, é preciso ter Habilidade.
Quando todos estes elementos estão na cabeça do condutor ele passa à categoria de ET (Educado no Trânsito). Precisamos urgentemente de ETs. Basta de tantos VTs (Violentos no Trânsito), fazendo do Brasil campeão de mortes no trânsito há tantos anos. Quando as vias de nossas cidades forem invadidas pelos ETs a face do trânsito mudará e desceremos do pódio de tantas dores e mortes. Governo e Sociedade pensem nisso. Façamos a nossa parte.

 

*Gerardo Carvalho (Pardal)
Professor, educador de trânsito e Jornalista
Gestor escolar

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
VEJA TAMBÉM

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

No verão cresce o número de acidentes envolvendo ciclistas

Fugir do local do acidente é crime, mesmo quando não há vítimas

Brasil se mobiliza com ações em homenagem às vítimas de trânsito

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.