NOTÍCIAS

Nunca feche o cruzamento

por Gilmara Branquinho*

Publicado em

Estamos vivendo um tempo onde a tecnologia (cada dia mais avançada) acaba fazendo parte da vida de milhões de pessoas, formando cidadãos cada vez mais apressados. Com essa convivência diária, passamos a nos “acostumar” com a praticidade e rapidez que essa ferramenta nos fornece. Já estamos tão habituados com esse imediatismo, que não temos mais paciência para resolver algo com mais calma e prudência. Ele, que já pode ser considerado o “mal do século” atinge todas as áreas de nossas vidas : se estamos doentes, podemos trazer o medicamento até onde estamos, se precisamos falar sobre algo que não conhecemos, onde quer que estejamos, imediatamente  conseguimos consultar o “google”, enfim, não precisamos mais perder tempo já que temos tanta pressa sempre.
Mas, devemos admitir que toda essa “corrida contra o tempo”, acaba atingindo entre outros campos , um dos mais estressantes hoje em dia: O trânsito. Perceba que quanto mais apressado estiver, mais transtornos serão causados no local. Já imaginou você, em uma avenida bem movimentada às 18h em plena sexta-feira, onde todos querem chegar em casa, e  seu objetivo ainda está a alguns quilômetros dali e sabe que outros usuários tem a mesma necessidade que você.  Só que, você precisa chegar logo, então a pressa bate à frente, no painel do seu veículo…preciso chegar logo… Nesse momento, é bem claro para todos, semáforos ao longo da via. Inclusive cruzamentos de vias secundárias que se cruzam com essa avenida que já se encontra tão sobrecarregada…e aí você pode perceber a impotência da pressa diante da situação. Esse fato, ainda nos leva a observar mais um sentimento comum à grande maioria dos usuários: o individualismo. E assim com o pensamento de cada um por si…acabamos nos prejudicando no final da tabela.
Algumas informações podem ajudar na hora em que perguntamos – e agora, o que fazer para não perder tempo? Ao aproximar-se do semáforo mesmo quando estiver passando a informação regulamentadora de “SIGA” (cor verde) precisamos observar a faixa em que nos encontramos, pois se a mesma já estiver cheia de veículos, devemos esperar antes da linha de retenção da faixa de pedestres que encontra-se à nossa frente, e seguir quando for possível, assim não prejudicamos a circulação dos demais veículos e também dos pedestres que virão atravessar na faixa de travessia a eles destinada.  Neste caso, se ainda insistirmos em seguir, sem encontrar uma vaga apropriada para parar o veículo, estaremos fechando o cruzamento, e assim, ninguém consegue adiantar, todos estarão presos no mesmo local por consequência da pressa.
Como essa atitude causa inúmeros conflitos no trânsito, ela é considerada uma infração  de natureza média, sendo computados quatro pontos na CNH do infrator, segundo o nosso CTB (Código de Trânsito Brasileiro).
Portanto, vamos refletir de que forma realmente perdemos mais tempo nos cruzamentos de vias e procurar mudar nossos hábitos apressados.

SE AVEXE NÃO!”

 

*Gilmara Branquinho
Chefe da Divisão de Educação para o Trânsito
Especialista em Segurança e Educação para o Trânsito

COMPARTILHAR

Veja

também

Inovação e Gestão Urbana: temas centrais do Perkons Connect

Segurança no trânsito em foco no Perkons Connect

Primeira edição do Perkons Connect será em São José do Rio Preto

Relatório de Transparência Salarial

Visão Zero é capaz de transformar a mobilidade urbana no Brasil

Maio Amarelo 2024: Paz no trânsito começa por você

Perkons destacará suas soluções inovadoras e impacto na segurança viária na Smart City Expo Curitiba 2024

Lei da Cadeirinha completa 16 anos

Celebrando o aniversário do Código de Trânsito Brasileiro: 26 anos de avanços e transformações

Um alerta para o risco das ultrapassagens indevidas

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.