NOTÍCIAS

Mobilidade em debate

NULL
Publicado em

    Na semana que vem acontecerá o 17º Congresso Brasileiro de Transporte e Trânsito e a VI INTRANS – Exposição Internacional de Transporte e Trânsito,  organizado pela ANTP – Associação Nacional de Transportes Públicos de 28 de setembro a 2 de outubro de 2009 no Expo Unimed – Curitiba, Paraná.
    O 17º Congresso será uma boa oportunidade para os técnicos e políticos afirmarem a importância do setor no combate à atual crise na mobilidade urbana brasileira. Infelizmente o setor de transporte público tem sido esquecido na definição e estabelecimento das prioridades governamentais. As medidas adotadas para ampliação do crédito que foram direcionadas principalmente para a compra de automóveis e motocicletas apontam para o fortalecimento e ampliação do transporte individual nas cidades brasileiras.  A expansão das redes de transporte público é condição básica para mudar a matriz de mobilidade, visando a redução da dependência do petróleo e dos seus efeitos perversos na poluição e no consumo de energia provocados pelo uso intensivo do automóvel e da motocicleta. 
    Esperamos que todos os técnicos, operadores, parlamentares e secretários da Região vão até Curitiba discutir soluções para a mobilidade urbana no período pós crise.
    Quem não respeita o vermelho, não merece o verde!
    O Brasil tem o quinto maior número de mortes no trânsito no mundo. O trânsito brasileiro mata mais que as epidemias de gripe. Morrem 35,1 mil pessoas por ano no Brasil.  São 100 mortes e 1000 feridos diariamente. A análise dos acidentes permite concluir que a colisão e o atropelamento quase sempre poderiam ter sido evitados se os motoristas tivessem apresentado reações e procedimentos diferentes ao dirigirem menos agressivamente. 
    O que mais preocupa é que o número de acidentes continua crescendo. Só para se ter uma idéia da severidade de um acidente automobilístico, num impacto frontal a 50 km/h contra uma barreira rígida e indeformável, por exemplo, a desaceleração sentida dentro do veículo é de 40 a 50 vezes a aceleração da gravidade. Em linhas gerais, seria como se multiplicássemos o peso de qualquer coisa dentro do carro, pessoa ou objeto, por 40 ou 50!

Causas
    Os acidentes sempre sucedem uma infração de trânsito ou uma imprudência.  As causas das preocupantes estatísticas estão relacionadas ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas, alta velocidade, não uso de capacetes ou de cinto de segurança e problemas na infra-estrutura de rodovias e vias públicas.  Em geral, cada acidente tem várias causas e deixa de acontecer se eliminamos qualquer uma delas. Neste aspecto, a fiscalização das infrações é bastante eficaz na redução de acidentes. Algumas infrações mais graves estão sendo controladas por fiscalização eletrônica e podemos detectar que a redução de acidentes é da ordem de 30% entre os ocupantes de veículos. É preciso mudar a percepção de segurança e perceber que os semáforos devem ser respeitados e os excessos de velocidade e álcool devem ser reprimidos. A rigor, cada semáforo já deveria ser fabricado com detector de avanço, pois é justamente nos cruzamentos que são verificados o maior número de acidentes urbanos. Portanto, é urgente melhorar o padrão de sinalização e reduzir a velocidade nos cruzamentos.

Cristina Baddini Lucas
Especialista em Trânsito, Consultora do Diário
crisbaddini@dgabc.com.br e visite o blog: www.blogger.com

COMPARTILHAR

Veja

também

Visão Zero é capaz de transformar a mobilidade urbana no Brasil

Maio Amarelo 2024: Paz no trânsito começa por você

Perkons destacará suas soluções inovadoras e impacto na segurança viária na Smart City Expo Curitiba 2024

Lei da Cadeirinha completa 16 anos

Celebrando o aniversário do Código de Trânsito Brasileiro: 26 anos de avanços e transformações

Um alerta para o risco das ultrapassagens indevidas

“Lei Seca” completou 15 anos em 2023

Cinto de segurança: mais de 70 anos ajudando a salvar vidas

Inovações em segurança no trânsito ajudam a evitar sinistros

Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito e os perigos do excesso de velocidade

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.