NOTÍCIAS

Mata mata urbano

NULL
Publicado em

    Aos 23 anos, Jesus Cavalcante de Abreu conseguiu realizar dois sonhos complementares quase ao mesmo tempo: no dia 11 de março, tirou sua carteira de habilitação e, uma semana depois, comprou uma moto Yamaha Fazer 250. Desde então, combinou com os pais, José e Maria, que ligaria para casa todos os dias logo após chegar ao trabalho, um supermercado a poucos minutos de casa, no bairro do Ipiranga, avisando que estava tudo bem.  Aquela rotina durou pouco.  Onze dias depois, ele entraria no trabalho às 7 horas, Mas nada do telefone de sua casa tocar. – “A minha mulher me acordou, preocupada. Eu levantei, peguei o carro e corri para lá””, lembra José.&nbsp

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
VEJA TAMBÉM

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

No verão cresce o número de acidentes envolvendo ciclistas

Fugir do local do acidente é crime, mesmo quando não há vítimas

Brasil se mobiliza com ações em homenagem às vítimas de trânsito

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.