NOTÍCIAS

Lutando para ter mais vida no trânsito

Por Ildo Mário Szinvelski*

Publicado em

Viver é lutar; e quando a causa é nobre, a luta é ainda mais renhida, ainda mais estimulante. E o que pode ser mais importante do que lutar pela vida?

O Detran/RS está lutando em inúmeras frentes e o resultado não se fez esperar. Em apenas 11 meses, de janeiro a novembro de 2015, o número de acidentes com vítimas fatais foi reduzido em 17,4%. Isso representa 15,2% mortos a menos nas vias gaúchas.

Como se explica essa tendência que supera a expectativa da Organização das Nações Unidas? Com muito, muito trabalho em todas as áreas. Não há soluções simples para problemas complexos, e todos, sem exceção, podem trazer sua contribuição para a segurança no trânsito.

No Detran/RS, os mais variados setores estão empenhados em cumprir metas relacionadas, direta ou indiretamente, ao seu objetivo principal: a defesa da vida. São ações de educação, formação de condutores, combate à alcoolemia, ao excesso de velocidade, intensificação dos processos de suspensão do direito de dirigir em mais de 40%, reduzindo a sensação de impunidade na sociedade.

Mas não é só isso. Estão ocorrendo qualificações de psicólogos e dos demais credenciados ao órgão, como Centros de Formação de Condutores, Centros de Registro de Veículos Automotores e Centros de Desmanche de Veículos, sem esquecer os examinadores que aplicam as provas teóricas e práticas de direção.

Com poucos ou mesmo sem recursos, estamos atendendo as necessidades de informação e de educação do cidadão via mídia e redes sociais, com mensagens voltadas à prevenção. Nossa fiscalização, através da Balada Segura e da Viagem Segura, integra o Detran/RS a outros órgãos, buscando arrostar a violência do trânsito.

Nessa linha, 2015 marcou a criação de grupos de trabalho e ações voltadas a ciclistas, motociclistas, motoristas profissionais, caminhoneiros, profissionais do transporte coletivo, turistas de outros países que atravessam ou permanecem no território gaúcho, sobretudo no verão. Muitas vezes bo foco está na redução das infrações, pois se sabe o quanto é comum que elas levem aos chamados “acidentes”. Aí entra o TEM (Talonário Eletrônico de Multas), que permite ao agente de fiscalização a realização imediata do auto, com maior precisão.

Apesar de todo o esforço do Estado, ainda se faz necessária a sensibilização do condutor do veículo para a transformação da via pública em um espaço pacificado, harmonizado e humanizado para todos. Não adianta culpar os outros, as vias, a sinalização. A vida irradia de dentro para fora através das condutas individuais. São elas, em última análise, que constroem o bem estar de todos.

 

*Ildo Mário Szinvelski

Diretor-Geral do DETRAN/RS

 

COMPARTILHAR

Veja

também

Relatório de Transparência Salarial

Visão Zero é capaz de transformar a mobilidade urbana no Brasil

Maio Amarelo 2024: Paz no trânsito começa por você

Perkons destacará suas soluções inovadoras e impacto na segurança viária na Smart City Expo Curitiba 2024

Lei da Cadeirinha completa 16 anos

Celebrando o aniversário do Código de Trânsito Brasileiro: 26 anos de avanços e transformações

Um alerta para o risco das ultrapassagens indevidas

“Lei Seca” completou 15 anos em 2023

Cinto de segurança: mais de 70 anos ajudando a salvar vidas

Inovações em segurança no trânsito ajudam a evitar sinistros

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.