NOTÍCIAS

Dirigir de forma segura exige bons hábitos no trânsito

Especialista da Perkons sugere dicas para ter boa conduta no trânsito

Publicado em
Dirigir de forma segura exige bons hábitos no trânsito

Conduzir um automóvel é uma ação que requer responsabilidade do motorista e exige atenção ao ambiente e ao veículo para que todos possam seguir seguros.  O diretor da Perkons, empresa especializada em gestão de trânsito, Luiz Gustavo Campos, dá algumas dicas que podem ajudar os motoristas a terem um bom comportamento no trânsito e, assim, evitar que situações de risco aconteçam.

[veja infográfico]

Para o especialista, a primeira dica para ser um condutor exemplar é dirigir em plenas condições físicas e psíquicas. “Todos sabem que álcool, drogas e direção não combinam, pois alteram os reflexos e debilitam a concentração. Alguns medicamentos utilizados para tratamento de doenças e que não são necessariamente controlados também não são indicados ao conduzir”, alerta Campos.

O bom motorista não dirige ao celular pois tem consciência que prejudica a atenção. Segundo dados do US Department of Transportation, levamos cerca de 5 segundos para discar um número de telefone enquanto dirigimos. Estudos da Universidade de Toronto, no Canadá, revelaram que o risco de acidentes quadruplica quando o motorista está conversando ao telefone celular. Na pesquisa, eles utilizaram fones de ouvido e viva-voz, para deixar as mãos do condutor livres para efetuar manobras. Ainda assim, comprovou-se que esses acessórios dão falsa noção de segurança. A distração está relacionada ao ato de segurar o telefone, discar o número desejado, receber chamadas e até mesmo o simples tocar do aparelho com o carro em movimento já é suficiente para desconcentrar o motorista.

Respeitar o limite de velocidade, mesmo que não haja fiscalização, é dever do motorista prudente. “A velocidade da via é estipulada considerando o contexto local, o fluxo de carros, pedestres e o perímetro. Por isso, andar em velocidades incompatíveis coloca em risco a vida de outras pessoas”, lembra o especialista.

Pesquisa da Universidade de Toronto comprovou que uso de acessórios para falar ao celular (fones de ouvido e viva-voz) dão falsa noção de segurança.
Crédito:Schutterstock

Dirigir de maneira defensiva é outra atitude que deve estar presente nas ações do condutor responsável. “Manter distância dos demais e frear com antecedência ajuda a diminuir a probabilidade de se envolver em acidentes”, afirma Campos.

O bom motorista também dá passagem aos outros veículos. Ele sabe que o trânsito é um espaço compartilhado por todos e age com gentileza e bom senso. Além disso, sinaliza suas intenções ao utilizar seta nas conversões e ao mudar de pista, o que diminui a possibilidade de acidentes. Outra atitude que interfere no desempenho do motorista é o estresse enquanto trafega. Ações como buzinar ou soltar palavrões acabam por prejudicar e desconcentrar o condutor.

O veículo também deve estar em condições adequadas para transitar, por isso fazer revisões periódicas no carro é fundamental. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no artigo 27, prevê punição para aqueles que antes de colocarem o automóvel em circulação não verificarem as condições de funcionamento de equipamentos de uso obrigatório e a existência de combustível suficiente. Além disso, é infração grave conduzir o veículo “em mau estado de conservação, comprometendo a segurança, ou reprovado na avaliação de inspeção de segurança e de emissão de poluentes e ruído, prevista no art. 104”.

Existem regras, exigidas no CTB, sem as quais as ruas e avenidas virariam um verdadeiro caos. Ter consciência da importância delas é o primeiro passo para se tornar um bom motorista.

COMPARTILHAR

Veja

também

Chuva e neblina podem comprometer a segurança no trânsito

Aumento nos combustíveis pode diminuir número de veículos circulando

Crianças e adolescentes por um trânsito mais seguro

Maio Amarelo mostra como cada pessoa pode salvar vidas

Cresce o número de mulheres motoristas profissionais

Tecnologia facilitando a vida dos condutores

Sinalizar corretamente um acidente evita mais vítimas e infrações

Volta às aulas exige cuidados redobrados com o transporte escolar

Cruzamentos ainda são locais com grandes números de acidentes

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.