NOTÍCIAS

Atenção no trânsito é fundamental

por Dr. Alexandre Milagres*

Maior causa mundial de mortes violentas, o trânsito requer atenção

Publicado em

As campanhas de prevenção de acidentes de trânsito tem um denominador comum no final da história: ATENÇÃO.

Tudo o que possa contribuir para que percamos a concentração enquanto estamos dirigindo a 120km/h, ou atravessando uma rua a pé ou de bicicleta, deve ser evitado. Os acidentes ocorrem em frações de segundo. Vidas se vão porque, às vezes, não olhamos para os dois lados _ orientação simples que recebíamos de nossas avós quando éramos crianças. E são 1.300.000 vidas por ano.

Estamos iniciando a chamada “Década da Ação para Segurança no Trânsito 2011 – 2020”, plano lançado pela Organização Mundial da Saúde em março de 2010 _ Juntos Podemos Salvar Milhões de Vidas. Um planejamento global foi divulgado pela OMS.

Entre os acidentes fatais envolvendo automóveis, os jovens tem uma liderança no ranking impressionante. E assim como no trânsito, a adesão ao tabagismo tem maioria esmagadora entre os jovens, aí ainda na fase da adolescência. Esta é a razão de, ao trabalharmos tabagismo nas escolas com os meninos e meninas, estarmos sempre que possível estimulando-os à reflexão sobre como agir depois que prestarem exame para obtenção da carteira de habilitação para condução de carros e motos. Anualmente são 6.000.000 de mortes por doença relacionada ao fumo no mundo e 1.300.000 de mortes na insegurança no trânsito.

Muitos são os motivos para que percamos a atenção no trânsito: uso de bebidas alcoólicas e outras drogas, cansaço, sono, estresse, velocidade incompatível com a via, velocidade excessiva, má conservação ou mau projeto da via, má sinalização da via e má conservação dos itens de segurança dos veículos.

Porém, uma coisa parece ser certa: temos um péssimo hábito de crermos que CONOSCO NADA VAI ACONTECER. Isto serve para que os jovens façam sexo sem proteção, para que a gravidez indesejada não seja evitada, para que tratamentos para tuberculose, diabetes e hipertensão arterial sejam interrompidos antes do tempo ou feitos de forma irregular, etc.

 

*Dr. Alexandre Milagres
Médico pneumologista.

Artigo originalmente publicado no Blog Fumar pra quê?, no dia 28/01/2011.

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
VEJA TAMBÉM

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

No verão cresce o número de acidentes envolvendo ciclistas

Fugir do local do acidente é crime, mesmo quando não há vítimas

Brasil se mobiliza com ações em homenagem às vítimas de trânsito

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.