NOTÍCIAS

Série Motociclistas | “Nunca viaje sozinho de motocicleta”

Ao passo que a condução da motociclista requer uma série de atenções especiais, percorrer longos trajetos de moto requer ainda mais cuidado. Acompanhe as dicas de aventureiros que já viajaram para o exterior de moto.

Publicado em

A motocicleta já foi muito utilizada para expressar a prazerosa sensação de liberdade. Mas aquelas cenas de filme do personagem viajando sem destino certo, numa highway, conhecendo figuras interessantes e vivendo experiências únicas não é a cópia da realidade. Um trajeto longo a ser percorrido de motocicleta requer, sim, muito planejamento e cuidado com a segurança. Afinal, o motociclista vai se deparar com vias em mau estado, competição de espaço com caminhões, carros e outros veículos, além dos próprios desafios pessoais: cansaço e autocontrole. Nesta quinta reportagem da Série Motociclistas, a Perkons traz dicas de quem pega a estrada em duas rodas.

“Estar em condições normais de saúde, com a motocicleta revisada, bem descansado, com a rota traçada antes da viagem e com as paradas de abastecimento, refeições e pernoites definidas, além de ter à disposição equipamentos de segurança específicos para motocicleta como jaquetas, calças, luvas, botas, capacetes. Evitar viajar a noite, devido as péssimas condições das estradas e nunca viajar sozinho”, essas são algumas das dicas de Carlos Utiama, diretor de Marketingda Associação de Motociclistas de Santa Catarina.
Segundo Utiama, “na estrada, já podemos observar que alguns motoristas oferecem passagem às motos, cumprimentam e até nos observam com certa admiração, principalmente quando motos estão em grupos. Porém, ainda é preciso frisar que existem motoristas e motociclistas desrespeitosos. Devemos tomar cuidado nas ultrapassagens, pois muitos motoristas não observam as motos devido a pontos cegos dos carros. Sinalizar com antecedência paradas e conversões são procedimentos para a própria segurança do motociclista”, diz.
A opinião de não viajar sozinho e planejar muito bem a viagem antes de partir é compartilhada por Cézar Fuchs, membro da diretoria Associação dos Motociclistas do Rio Grande do Sul. “O primeiro passo é conhecer sua moto, sua capacidade e suas limitações. Além disso, é preciso estar equipado com capacete, luvas, botas, jaqueta e calça de couro ou cordura (são aconselháveis), pois estará sujeito a muitas intempéries, além de sua moto estar revisada, abastecida, correia lubrificada, pneus calibrados e, de preferência viajar somente durante o dia.”, sugere.
O chef de cozinha curitibano Beto Madalosso já se aventurou com sua moto em longas distâncias três vezes em países estrangeiros. “Sou um fanático por corridas de moto. Comecei a pilotar quando eu tinha uns 17 anos, fazendo trilhas e também em pistas de MotoCross”. Ele conta que as viagens começaram por acaso. Inicialmente fez longos trajetos de carro e de bicicleta, entre eles, 27 dias percorridos de Curitiba ao Chile. De moto, a sua viagem mais longa foi a de Curitiba ao Alasca, completando trinta mil quilômetros, no ano de 2008. “A ideia de comprar a motocicleta foi em razão da aventura, mas confesso que não sou daqueles que sabem tudo de moto, motor, que leem sobre o assunto e etc., nem ando de moto todos os finais de semana, quem dirá todos os dias.”
Quanto à segurança, Madalosso destaca que nada é mais importante numa viagem de moto do que a prudência do piloto e alerta para escolha da vestimenta e do veículo:” usar roupas apropriadas, botas, capacetes – isso é básico. Existem motos que também são mais seguras, seja em sua potência, ciclística, estabilidade, frenagem, etc.”

Planejamento
Para ajustar o orçamento da viagem e evitar imprevistos, Madalossso explica que é preciso planejamento. “Antes de fazer minha primeira longa viagem de moto, simulei viagens nos meus finais de semana. Eu pegava a moto e passava um final de semana fora e fui descobrindo o que era realmente essencial”.
Experiente nas viagens em duas rodas, Cézar Fuchs indica levar remédios, itens de segurança, vestuário, equipamentos e acessórios para tornar o passeio mais tranquilo e prazeroso. (veja a relação dos materiais sugeridos)

Relação de materiais interessantes para viagens de moto
Fonte: Associação de Motociclistas do Rio Grande do Sul

Alguns itens podem ser compartilhados, o ideal é trocar as listas para saber o que cada um deve levar.

1- Remédios e Proteção: lembre-se que é para você, e não para satisfazer os policiais.       
– Kit de primeiros socorros (com gaze, atadura, esparadrapo, água oxigenada)
– Plasil – vômitos e náuseas
– Buscopan – dor, cólica
– Paracetamol – dor e febre
– Voltaren – dor muscular e anti-inflamatório
– Imosec – diarréia
– Eno – estômago
– Protetor labial e solar
– Creme hidratante    
– Repelente mosquitos 
– Seguro de saúde internacional

2- Higiene      
– Escova e pasta de dente
– Barbeador
– Loção após barba (de preferência em gel para usar nas pernas e bunda, evita assaduras).
– Sabonete
– Toalha
– Papel higiênico
– Pente
– Cortador de unha e lixa
– Desodorante
– Shampoo
– Lenços umedecidos

3- Roupas      
– Balaclava
– Bermuda
– Boné
– Calção de banho
– Chinelo
– Meias
– Cuecas
– Tênis
– Calça jeans
– Camiseta manga longa
– Camiseta manga curta
– Luvas
– Blusão ou moleton
– Capa de chuva
– Bota
– Jaqueta couro     
– Protetor de coluna
– Macacão de couro

4- Equipamentos      
– 5 metros de cordão para estender roupa
– pedaços de arame, (grosso e fino)
– Máquina fotográfica
– Carregador de pilha
– Fita isolante e tape
– Bloco de anotações
– Caneta
– Óculos de sol
– Lanterna
– Canivete
– Isqueiro
– Durepox ou Superbonder
– Saquinhos de lixo 50 litros
– Calculadora

5- Moto      
– Bauleto
– Mala de garupa
– Mochila tanque
– Kit ferramentas original
– Chave reserva
– Trava moto    
– Reparo a frio
– Spray selante
– Espátula p/ remover pneu
– Câmara reserva  & nbsp;  
– Vela         
– Graxa corrente
– Bandeira do Brasil
– Mangueira combustível
– Esticador e aranha
– Manual moto      

7- Cartão de crédito internacional

8- Deixar com os familiares telefones da família dos companheiros de viagem, para qualquer emergência ou noticias.

9-  Acessórios colocados na moto:
– Mata cachorro
– Trava de acelerador
– Protetor de mão
– Termômetro de higrômetro (para temperaturas muito baixas)
– Suporte para extintor de gás carbônico
– Suporte para alforje lateral
– Mala de garupa
– Mala de tanque

COMPARTILHAR

Veja

também

Perkons é uma das melhores empresas para trabalhar

Cidades apostam na Muralha Digital para gestão de trânsito e repressão a crimes

Perkons apresenta primeiro carro 100% elétrico da frota para manutenção dos equipamentos de Curitiba

Perkons e Prefeitura de Curitiba iniciam teste de equipamento que promete identificar condutores barulhentos no trânsito

Juntos salvamos vidas é o tema da Semana Nacional de Trânsito

Lombada eletrônica completa 30 anos e já ajudou a salvar mais de 80 mil vidas

Homens continuam a ser mais imprudentes no trânsito

Perkons, uma das empresas mais inovadoras do país, completa 31 anos

Chuva e neblina podem comprometer a segurança no trânsito

Aumento nos combustíveis pode diminuir número de veículos circulando

Nacimos del ideal de un tránsito seguro y desde hace tres décadas nuestros valores y espíritu pionero nos han permitido operar en el mercado ITS, atendiendo demandas relacionadas con la seguridad vial, el control electrónico de tránsito, la movilidad urbana y la gestión de tránsito.

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.