NOTÍCIAS

Com trânsito na escola, menos mortes no trânsito

por Gerardo Carvalho*

Publicado em

Estamos em mais uma Semana Nacional de Trânsito. Quando os nossos governantes irão se  convencer de que as mortes no trânsito só diminuirão quando houver educação para o trânsito na escola?
O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prescreve no seu art.76 que “a educação para o trânsito será promovida na pré-escola e nas escolas de 1º, 2º e 3º graus, por meio de planejamento e ações coordenadas entre os órgãos do Sistema Nacional de Trânsito da União, dos Estados, Distrito Federal e Municípios”. No Art. 19, XV, o CTB coloca como competência do DENATRAN “promover em conjunto com os órgãos competentes do MEC, de acordo com as diretrizes do CONTRAN, a elaboração e implementação de programas de educação de trânsito nos estabelecimentos de ensino”. E o mesmo DENATRAN é quem administra o fundo nacional de educação e segurança de trânsito, para o qual vão 5% dos valores das multas aplicadas aos usuários do país.  Um dinheiro para ser aplicado em programas, campanhas e nas escolas. Por onde andará este fundo?
Mesmo com tudo isso, Trânsito nem  está entre os Temas Transversais no Plano Curriculares Nacionais (PCN). O máximo que acontece é se “atravessar” no currículo informal, na semana de trânsito e, no resto ano, não se toca mais no assunto. E, assim, na maioria das escolas grassa a omissão. E as mutilações e mortes acontecendo todo dia. Defendo Educação para o Trânsito integrando o tema Cidadania – que,  por incrível que pareça, não  é um tema transversal – em uma das séries do Ensino Fundamental. Como ocorria na década de 90: a obrigatoriedade de, no 6.º ano,  se ministrar a disciplina “Programa de Saúde”. Elementar! Complicada é a capacidade de as autoridades governamentais priorizarem este tipo de educação. Até quando? Até a morte de um filho (a) de uma autoridade dessas? Isso de vez em quando acontece. E tudo fica como está: na escola pouca educação e na rua muita confusão.


*Gerardo Carvalho (PARDAL)

Professor, educador de trânsito e  Jornalista
Gestor escolar

COMPARTILHAR

Veja

também

Chuva e neblina podem comprometer a segurança no trânsito

Aumento nos combustíveis pode diminuir número de veículos circulando

Crianças e adolescentes por um trânsito mais seguro

Maio Amarelo mostra como cada pessoa pode salvar vidas

Cresce o número de mulheres motoristas profissionais

Tecnologia facilitando a vida dos condutores

Sinalizar corretamente um acidente evita mais vítimas e infrações

Volta às aulas exige cuidados redobrados com o transporte escolar

Cruzamentos ainda são locais com grandes números de acidentes

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.