NOTÍCIAS

“Atenção! Fiscalização eletrônica“

NULL
Publicado em

    Em 1903 circulavam na cidade de São Paulo 06 automóveis. Minha avó saía na rua para verificar se os automóveis estavam nas garagens e se as crianças podiam ir para a escola com segurança. Hoje já não é bem assim, mas, desde o surgimento do automóvel a preocupação maior das autoridades, no setor de trânsito, passou a ser o limite de velocidade. Como não havia equipamentos eletrônicos  para controlar os excessos, nos Estados Unidos foi criada uma lei em 1865 que obrigava um cidadão seguir na frente de cada veículo com uma bandeira vermelha na mão. Para evitar  o desrespeito à noite o cidadão era obrigado a carregar uma lanterna vermelha e um sino que deveria ser tocado sempre que ele avistasse um pedestre.
    Hoje é possível controlar a velocidade nas ruas e estradas do país com os radares que muitos temem.  Os radares se inspiram nos golfinhos e morcegos que tem a capacidade de emitir ondas ultra-sons para sua movimentação e captura de presas. A partir do estudo da capacidade destes animais, o homem desenvolveu a “ecolocalização artificial””, utilizado no radar.

Fiscalização eletrônica
&nbsp

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
VEJA TAMBÉM

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

No verão cresce o número de acidentes envolvendo ciclistas

Fugir do local do acidente é crime, mesmo quando não há vítimas

Brasil se mobiliza com ações em homenagem às vítimas de trânsito

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.