NOTÍCIAS

Alemanha: aulas mesmo após obtenção da carteira de motorista

Governo quer implantar a mesma medida que fez a Suíça diminuir em 30% o número de acidentes de trânsito entre jovens

Publicado em

O jornal Der Spiegel noticiou esta semana que o governo alemão pretende tomar mais uma medida para diminuir as mortes no trânsito entre os jovens. A proposta é que três meses após a obtenção da carteira de habilitação o jovem tenha que tomar mais algumas aulas práticas. Segundo o noticiário, a inspiração veio da Suíça, que desde 2003 adota a prática e já diminuiu em 30% os acidentes de jovens no trânsito.

Esta seria a segunda medida alemã para diminuir os acidentes com jovens. A primeira foi a autorização de obter a carteira de motorista já com 17 anos, mas, para isto, durante um ano só é permitido trafegar com uma pessoa habilitada junto.

Especialista em gestão de trânsito e mobilidade urbana pela PUC-PR e coordenadora do site www.educacaoetransito.com.br, Maria Amélia Franco, considera que a adoção de medidas similares a estas no Brasil precisa ser vista com cautela. “As aulas aqui ainda são muito voltadas para o exame prático do Detran e o futuro condutor não tem a consciência de que são para aprender a conduzir um veículo de forma segura para toda a vida. Pensam apenas na habilitação como um direito conquistado por um teste”, lamenta.

Segundo ela, primeiro é preciso que o país invista massivamente em campanhas educativas. “Há uma cultura a ser mudada. E a ideia da direção durante um ano com outro adulto experiente é muito boa, mas precisa ser precedida de um trabalho de conscientização dos pais e de fiscalização efetiva”, diz. “O histórico que vemos nas ruas mostra o contrário: pais estimulando os filhos a guiarem, sem avaliar se eles estão aptos”.

> Confira também um artigo de Antônio Silvio Teixeira, graduando em Gestão de Trânsito da Faculdade Estácio de Sá de Santa Catarina. O autor propõe mudanças ao processo de habilitação brasileiro, pois avalia que, diante das estatísticas de acidentes de trânsito, os condutores não estão recebendo o preparo necessário. A proposta prevê reformas para os processos de primeira habilitação, renovação e reciclagem. [Ver artigo]

COMPARTILHAR
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print
VEJA TAMBÉM

CTB completa 24 anos com crescimento e envelhecimento da frota nacional

No verão cresce o número de acidentes envolvendo ciclistas

Fugir do local do acidente é crime, mesmo quando não há vítimas

Brasil se mobiliza com ações em homenagem às vítimas de trânsito

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.