NOTÍCIAS

Cassação da Carteira de Habilitação

por Marcelo José Araújo*

Publicado em

A penalidade de CASSAÇÃO DA CNH pode ser encarada como a penalidade administrativa mais grave que um condutor poderia receber, mas ela guarda algumas peculiaridades que merecem reflexão.  A primeira gramatical é acautelar-se que não se trata de `CAÇAR` e sim `CASSAR`, pois não é feita com rifle ou bacamarte.
A primeira questão é diferenciar a suspensão do direito de dirigir com a cassação da CNH.  A suspensão teria um caráter temporário e que sujeitando-se o infrator ao tempo de suspensão e fazendo o curso de reciclagem (condição para retorno a condução), estaria novamente habilitado.  Já a cassação teria um caráter definitivo, mas como o Brasil não comporta penas de caráter perpétuo, o legislador estabeleceu que o infrator somente poderá se reabilitar após 2 (dois) anos de cassação.  Note a diferença: não se trata de uma suspensão de dois anos, e sim uma cassação (perdeu tudo) que somente pode ser revertida após dois anos.  Ocorre que para se reabilitar foi estabelecido que o infrator deverá submeter-se ao curso de reciclagem (igual da suspensão) e submeter-se aos exames da categoria que já possuía.  Na prática ele não começa da estaca ‘0`(zero).  Consequentemente chegamos à seguinte conclusão: uma suspensão que a pessoa não realize o curso de reciclagem pode se tornar perpétua, e uma cassação assemelha-se a     uma suspensão de dois anos porque a exigência para retornar a dirigir (e na mesma categoria) é o curso de reciclagem e novos exames.
A pessoa recebe a penalidade de CASSAÇÃO quando está com a CNH suspensa e é `flagrada` conduzindo um veículo.   Aqui fazemos um alerta que alguns DETRAN estão aplicando essa penalidade a condutores que foram `indicados` e não `flagrados`, como que tivessem confessado.   A confissão não se presta ao processo administrativo do Código de Trânsito.  A situação mais peculiar que se dá com a pessoa que está com a CNH cassada e é apanhado dirigindo é que não sofrerá nada além da multa (gravíssima 5 vezes), que é a mesma por dirigir com a Carteira suspensa.  Ou seja, quem está com ela suspensa e é flagrado dirigindo tem a multa e a cassação.  Quem já está com ela cassada tem a mesma multa e nenhum acréscimo no tempo que não pode se reabilitar, pois além da falta de previsão legal não se pode cassar o que já está cassado. Matar o que já está morto…

 

*Marcelo José Araújo
Advogado e Consultor de Trânsito. Professor de Direito de Trânsito. Presidente da Comissão de Direito de Trânsito da OAB/PR.
advcon@netpar.com.br

COMPARTILHAR

Veja

também

Inovação e Gestão Urbana: temas centrais do Perkons Connect

Segurança no trânsito em foco no Perkons Connect

Primeira edição do Perkons Connect será em São José do Rio Preto

Relatório de Transparência Salarial

Visão Zero é capaz de transformar a mobilidade urbana no Brasil

Maio Amarelo 2024: Paz no trânsito começa por você

Perkons destacará suas soluções inovadoras e impacto na segurança viária na Smart City Expo Curitiba 2024

Lei da Cadeirinha completa 16 anos

Celebrando o aniversário do Código de Trânsito Brasileiro: 26 anos de avanços e transformações

Um alerta para o risco das ultrapassagens indevidas

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.