NOTÍCIAS

Anodinia

por Ildo Mário Szinvelski*

Publicado em

Com o final do Carnaval e, para muitos, também do período de férias, abre-se espaço para pensarmos no novo e em mudanças para melhor. No trânsito também é tempo de reflexão sobre o nosso comportamento e o que pode ser feito para melhorarmos a segurança individual e coletiva nas vias públicas. Sejamos, neste período que se inicia, mais responsáveis, cuidadosos, solidários, sadios, razoáveis e mesmo alegres no trânsito.
Hoje, convivemos com a “anodinia”, uma espécie de anestesia da capacidade de nos sentirmos impressionados pela violência. Um mecanismo psicológico de defesa nos leva a desvalorizar conteúdos dolorosos, banalizando as mortes e terríveis ferimentos causados pelos acidentes de trânsito. Precisamos urgentemente recuperar nossa sensibilidade para que possamos superar e modificar essa situação.
A felicidade, porém, encontra-se nas pequenas coisas da vida, como um olhar amigável, um sorriso, uma ajuda ao próximo. Por que não transferir essas possibilidades para o trânsito diário, ao dar a preferência ao pedestre com o gesto, ao facilitar a ultrapassagem ao outro condutor, ao ser gentil com o motorista do ônibus, ao abrir espaço para a ambulância e a viatura da policia, ao sorrir para o motociclista, ter paciência com os ciclistas, ao auxiliar a criança ou o idoso a cruzar a via, ao parar o trânsito para socorrer o cachorrinho perdido ou o gatinho apavorado?
Da mesma forma, por que não cuidar de si? Evitar o álcool antes de dirigir, conhecer e respeitar os limites do motor e os seus próprios, sem excessos, sem gritos, sem egoísmos e arrogância… Enfim, buscar com calma e tranquilidade a verdadeira introspecção para um comportamento mais solidário no trânsito.
A vida é cheia de significados especiais e não podemos perder a oportunidade de fazer a diferença – mesmo que a conduta do outro não seja a mais adequada. Assim, vamos conviver em paz, sem a culpa de colaborar para mais tragédias, ausências, saudades daqueles que nos deixaram por falta de uma simples atitude para o bem, para a vida. Lembremos sempre que, no trânsito, não temos segunda chance e que, após o erro, só nos resta o arrependimento. Isso deve ser suficiente para que lutemos contra a anodinia e recuperemos a sensibilidade que nos faz humanos.

 

*Ildo Mário Szinvelski
Diretor Técnico do Detran/RS

COMPARTILHAR

Veja

também

Inovação e Gestão Urbana: temas centrais do Perkons Connect

Segurança no trânsito em foco no Perkons Connect

Primeira edição do Perkons Connect será em São José do Rio Preto

Relatório de Transparência Salarial

Visão Zero é capaz de transformar a mobilidade urbana no Brasil

Maio Amarelo 2024: Paz no trânsito começa por você

Perkons destacará suas soluções inovadoras e impacto na segurança viária na Smart City Expo Curitiba 2024

Lei da Cadeirinha completa 16 anos

Celebrando o aniversário do Código de Trânsito Brasileiro: 26 anos de avanços e transformações

Um alerta para o risco das ultrapassagens indevidas

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.