NOTÍCIAS

A farsa sobre “Airbag” para motociclista

Por André Garcia*

Publicado em

Encontra-se em trâmite no Senado do Brasil o Projeto de Lei sob º 404/2012 de autoria do Senador Humberto Costa (PT/PE).

Na justificação para tornar o uso do “airbag” obrigatória, afirma: “Uma invenção recente, porém, certamente tem condições de proteger os motociclistas de lesões graves: o colete “airbag”. Trata-se de um instrumento com características semelhantes as do “airbag” utilizado em automóveis, que pode reduzir em até 75% a ocorrência de lesões e fraturas nos acidentes. No interior do colete, há um cartucho de gás CO2, que, acionado automaticamente em caso de forte impacto, libera instantaneamente o gás, que infla a jaqueta, deixando assim protegidas regiões importantes do corpo humano, como cóccix, a coluna vertebral, as laterais, o peito e o pescoço.

Dessa forma, entendemos ser necessário alterar o Código de Trânsito Brasileiro (Lei nº 9503 de 1997) para tornar obrigatório o uso desses coletes por motociclistas, nos mesmos moldes da atual exigência relativa ao capacete. “O motociclista deverá, portanto, utilizar esses dois equipamentos de proteção, claramente complementares, o que salvará milhares de vidas.”

Pelo que se pode notar, o motociclista poderá continuar pilotando de chinelos de dedos e roupas curtas, como bermuda, calção, camiseta!!!!

Seria hilário, se não fosse catastrófico!!!! O projeto ainda prevê a isenção de impostos federais como Imposto de Importação, Imposto sobre Produtos Industrializados, PIS/PASEP e Contribuição pra o Financiamento da Seguridade Social – CFSS.

E equipamentos como jaqueta com proteções, luva, protetor de coluna, capacete, bota????

Pergunto: o que um médico, psiquiatra, que começou a vida política no movimento estudantil na década de 70 entende de motocicleta? Será que já a utilizou? Entende sua dinâmica?

Qual o embasamento técnico científico do nobre Senador, já que é médico, para afirmar que o “AirBag” salvará vidas?  Não se trata de uma invenção recente?

Qual a geração de “Airbag” a ser comercializado no Brasil?

Porque na Europa não é obrigatório o famigerado “airbag” para motociclista e o sistema de freio ABS o será a partir de 01/01/2016 para todas as motocicletas a partir de 2016?

Estaria o motociclista salvo com o “airbag” usando um capacete de R$ 60,00 (sessenta reais)?

Estaria o motociclista salvo de fraturas dos membros inferiores e superiores usando bermuda e chinelo, mas usando “Airbag”?

Não é difícil imaginar os reais motivos de tal projeto: segurança, fim social ou fim econômico, lucro?!?!

O Projeto de Lei 404/12 é um engodo!

Cheira algo como os “Kits de Primeiros Socorros” que eram de grande relevância, não para o cidadão, mas para quem fornecia ou fabricava.

Como motociclista há mais de 20 anos, especialista em trânsito com foco em motocicleta afirmo: o “airbag” para motociclista não vai salvar vidas, mas vai se tornar um negócio altamente lucrativo para importadores, já que não existe a fabricação no Brasil.

Enquanto isso, importante Projeto de Lei sob nº 195/2012 de autoria do Senador Cyro Miranda (PSDB-GO) que torna obrigatório o sistema de freio ABS em todos os veículos automotores, especialmente as motocicletas, de maior e indiscutível relevância está parado nos porões do Senado da República e desde 1997 o CONTRAN não regulamenta o inciso III, do artigo 54 do Código de Trânsito Brasileiro que trata das vestimentas adequadas ao motociclista.

Depois não entendem as manifestações Brasil a fora!!!

André Garcia*
é motociclista, advogado especialista em Gestão e Direito de Trânsito.andregarcia@motociclismocomseguranca.com.br

COMPARTILHAR

Veja

também

Inovação e Gestão Urbana: temas centrais do Perkons Connect

Segurança no trânsito em foco no Perkons Connect

Primeira edição do Perkons Connect será em São José do Rio Preto

Relatório de Transparência Salarial

Visão Zero é capaz de transformar a mobilidade urbana no Brasil

Maio Amarelo 2024: Paz no trânsito começa por você

Perkons destacará suas soluções inovadoras e impacto na segurança viária na Smart City Expo Curitiba 2024

Lei da Cadeirinha completa 16 anos

Celebrando o aniversário do Código de Trânsito Brasileiro: 26 anos de avanços e transformações

Um alerta para o risco das ultrapassagens indevidas

Nascemos do ideal por um transitar seguro e há três décadas nossos valores e pioneirismo nos permitem atuar no mercado de ITS atendendo demandas relativas à segurança viária, fiscalização eletrônica de trânsito, mobilidade urbana e gerenciamento de tráfego.